Caminhando na Graça

5.3.07

O q é o mal?

O mal pra mim, antes de mais nada é uma percepção, afinal o q pra mim pode ser mal, pra vc pode não ser ... e o que hoje vejo como mal, amanhã posso passar a ver como bem...

Agora se pensamos no mal como uma força, personificada no diabo, as coisas começam a ficar mais complexas... seja porque o diabo e o mal, são considerados pela maioria como força antagônica a Deus-bem e de igual poder, sendo q Deus spo ganha por uma questão filosófica, romântica e moral de que o bem-Deus, sempre vence o mal-diabo... e não é assim que creio... Creio que Deus sendo absoluto e todo o resto relativo, não há força, nem antagônica e nem semelhante como Ele... de modo que mesmo o mal-diabo, serve aos seus desígnios... por isso, Paulo enxergando essas conexões declara q tudo ocorre para o bem... ele não diz q o acúmulo de coisas boas e "bens" só gera bem, pq isso seria óbvio... ele diz q TUDO, tanto os "bens" quanto os "males", gera bem no final.

"Deus deseja prevenir o mal, mas não é capaz? Então não é onipotente. É capaz, mas não deseja? Então é malevolente. É capaz e deseja? Então por que o mal existe? Não é capaz e nem deseja? Então por que lhe chamamos Deus?" Epicuro Epicuro foi o fundador do estoicismo, doutrina q afirma q o bem supremo é o prazer (e nao Deus), q é encontrado na pratica das virtudes e na cultura do espirito; sendo considerado o fundador do hedonismo tb.


Quanto as questões do Epicuro, creio q Deus é capaz e deseja... então pq o mal existe?

Na minha opinião, tirando Deus que é absoluto, todos os demais, de anjos de luz a seres humanos, são relativos e ambíguos... temos em nós o bem e o mal... por isso, essas questões só transitam pq pensamos que o mal é criação de Deus e não produto da sua criação (nós).

Além disso tem toda aquela questão do mal subjetivo (o q eu vejo como mal, vc pode ver como bem) como já falei... mas se pensamos no mal como força presente no universo penso que isso é o acúmulo das vontades e atitudes maléficas dos seres... tipo assim: todos nós estamos interligados espiritualmente e metafisicamwnte falando através do mesmo ambiente metafísico... estamos mergulhados nas mesmas águas... e o q produzimos de mal isoladamente, quando acumulado torna mal o ambiente total... um exemplo clássico seria: imagina q estão 100 pessoas numa piscina... se uma delas urina na água, isso não prejudica tanto a água, mas se 50 pessoas urinam a água já fica totalmente contaminada... e o q dizer dos 100?... portanto o ambiente poluído é fruto da poluição maléfica q cada um de nós produz isoladamente.

E somado a isso, temos os seres maléficos q se aproveitam dessas produções para agirem... pegam carona nisso... lá no éden, a punição do diabo foi comer do pó da terra... ou seja, se alimentar do que nós seres humanos produzimos... portanto, é a nossa maleficência que alimenta o diabo e potencializa sua ação no mundo... e ele, alimentado, realiza o seu ministério de matar, roubar e destruir, sempre usando pessoas para fazê-lo através da sugestão para q elas façam... elas fazendo geram alimento pra ele e aí se mantem o ciclo.


E o q seria a solidariedade?

O sentimento antagônico ao egoísmo. Ser solidário é amar ao próximo... ajudar aos iguais. Mas pra sermos solidários, temos que nos reconhecermos como seres alcançados pela misericórdia de Deus, pois apenas quando nos vemos como necessitados alcançados podemos ver no outro a projeção de nós mesmos e o tratarmos com a mesma misericórdia com que somos tratados.


E se uma pessoa nao recebe mal de nenhuma outra, ela pode desenvolve-lo, como no caso de Adao e Eva?

Não quis dizer exatamente que o mal é passado pessoalmente... na verdade o que quis dizer é que o mal gerado por cada um individualmente gera uma ambiente mal... e com isso, o mal passa a ser parte do instinto. Exemplo hipotético: no início todo mundo era honesto e todos eram felizes. Mas uma pessoa, vislumbrando a satisfação pessoal, é desonesta e com isso enrique as custas dos outros. Outros vêem isso e repetem. Quando se vê, as repetições geram no inconsciente coletivo a idéia de que aquilo é benéfico, aí instaura-se esse mal, pelo conjunto de ações de algumas pessoas, como sendo o certo a ser feito. Mas isso tem que surgir desse alguém inicial. No nosso caso seriam Adão e Eva. Então se eram os primeiros humanos, daonde surgiu o pecado neles? da inclinação má que existe em cada um de nós... somos seres relativos e portantos capazes de fazer o bem e o mal... e antes que o mal se concretize no mundo físico, já foi concebido, planejado e executado no mundo interior e psicológico.


Sera q o mal so surge num contexto social?

Não... o mal como mazela social, surge da projeção do mal existencial q existe dentro de cada um de nós... da nossa relatividade e ambiguidade humana.

1 Comments:

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Início